......................

.................

.............

Você está aqui: Pagina PrincipalColunas.PrincipaisEstratégia

5 Dicas para Elaborar um Planejamento Financeiro

Entre vários planejamentos necessários (planejamento de marketing, de produção, de pessoal, etc.), o resultante final é o Planejamento Financeiro, geralmente elaborado em forma de um Orçamento Empresarial.

 

E muito do sucesso da empresarial se deve a capacidade da administração em montar um Planejamento Financeiro realista e eficiente. Pra facilitar essa tarefa, elaboramos cinco dicas para você elaborar o planejamento financeiro da sua empresa. 

 

1 – Tudo leva tempo

 

É preciso entender que uma empresa precisa de tempo para começar a dar retorno financeiro, e o primeiro passo para o fracasso de uma empresa é confiar que, já nos primeiros meses de existência, ela já terá lucro expressivo.

 

Se estiver iniciando uma empresa, é preciso ser um pouco pessimista na hora de fazer essa previsão para que seja possível manter a empresa com os recursos do caixa inicial. Ao iniciar um empreendimento, organize um reserva de recursos para cobrir no mínimo os custos dos primeiros seis meses da empresa.

 

2 – Conheça sua Necessidade de Capital de Giro

 

Muitos empresários não incluem em seus planejamentos a Necessidade de Capital de Giro, pois acreditam que ao começar a vender, começarão a entrar recursos que poderão ser utilizados para a reposição de mercadorias e pagamentos de despesas. No entanto, muitas vendas são efetuadas dando prazos de pagamento aos clientes maiores que os prazos dados pelos fornecedores.

 

Portanto, é preciso sempre dispor dessa reserva para não correr riscos de falência mesmo com a empresa apresentando lucro.

 

3 – Entenda o Fluxo de Caixa de sua empresa

 

Um dos pontos mais importantes do Planejamento Financeiro de uma empresa é ter uma Projeção de Fluxo de Caixa para o período que esta sendo planejado. Essa projeção vai mostrar se a empresa vai ter dinheiro disponível quando precisar dele ou se precisará a recorrer a fontes externas, como empréstimos e financiamentos para honrar seus compromissos.

 

Isso é importante, porque muitas vezes a companhia pode ter um grande volume de vendas, e produtos com boas margens, apresentando lucro no DRE. Porém pode estar com seus Prazos Médios de Pagamentos e Recebimentos mal dimensionados, ficando assim sem disponibilidade de dinheiro em caixa, e essa informação é obtida exatamente pela leitura da Projeção de Fluxo de Caixa.

 

4 – Saiba no que precisará Investir e calcule o ROI

 

Além de Receitas, Deduções, Custos e Despesas, o Planejamento Financeiro da empresa deve considerar também os Investimentos que precisarão ser feitos, como aquisição de máquinas, equipamentos, veículos ou mesmo reformas ou ampliações da estrutura física.

 

O Retorno Sobre o Investimento (ROI), na prática, é a busca de qualquer empresa. Isso é a mesma coisa que entender que precisamos respirar para sobreviver. Fazendo o cálculo desse retorno saberá se o dinheiro aplicado na empresa está rendendo o esperado. Caso contrário, existe algo de errado.

 

5 – Mantenha um Orçamento Empresarial atualizado

 

Como gostamos de repetir aqui no Treasy, o Orçamento Empresarial é a tradução do Planejamento Estratégico da empresa em números. Portanto, após planejar todas as áreas e operações de sua organização, o resultado final será consolidado em um Orçamento, o famoso Budget.Este orçamento pode ser criado para um ano, seis meses ou até mesmo três meses a frente. O importante é planejar e acompanhar regularmente os resultados.

 

 

Fonte: Treasy

DESIGN_BY