Demonstrações Contábeis

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Resultado de imagem para contador pngAs demonstrações contábeis são documentos que uma empresa elabora e divulga, com o objetivo de representar seu fluxo contábil e financeiro em um certo período.

A divulgação destes demonstrativos é obrigatória segundo a lei 6404/76 para empresas de sociedade por ações, apresentadas ao público que tenham interesse, como os acionistas ou sócios.

A importância das demonstrações contábeis

Apesar de obrigatórias para algumas empresas, é importante elaborar as demonstrações contábeis para que se tornem uma espécie de "mapa" para os administradores, auxiliando nas tomadas de decisões em comparação com os períodos anteriores ao atual.

Além disso, com a divulgação destes demonstrativos é que sócios e acionistas podem analisar o crescimento da organização e exibirem o interesse em investir.

Quais as demonstrações contábeis obrigatórias?

A elaboração das demonstrações contábeis (financeiras) acontecem ao fim do período do exercício pelo setor administrativo e contabilístico da empresa.

A divulgação de demonstrações contábeis é obrigatório pela legislação brasileira para empresas de capital aberto, onde em um documento com a seguinte estrutura:

  • Balanço Patrimonial;
  • Demonstração do Resultado do Exercício - DRE;
  • Demonstração dos Fluxos de Caixa - DFC;
  • Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido - DMPL;
  • Demonstração do Valor Adicionado - DVA;
  • Notas Explicativas.

Balanço Patrimonial

O Balanço tem como função demonstrar a situação financeira e patrimonial da empresa, detalhando o que a empresa possui entre bens, direitos e obrigações.

Este documento oferece uma visão geral das atividades da empresa, como por exemplo, o quanto tem a pagar a fornecedores e a receber de clientes.

Demonstração do Resultado do Exercício (DRE)

A Demonstração do Resultado do Exercício é elaborado para que se demonstre as operações realizadas dentro do período que agregaram rendimentos ou gastos para a empresa.

A DRE serve também para o apuramento dos impostos, principalmente o Imposto de Renda, além de saber se a empresa obteve lucro ou prejuízo no período.

Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC)

A Demonstração dos Fluxos de Caixa é responsável pelas entradas e saídas de dinheiro, durante o período, no caixa da empresa.

A conta caixa já deve aparecer no Balanço Patrimonial, porém apenas com o seu valor final. Aqui ele será detalhado entre pagamentos e recebimentos operacionais, em investimentos e em financiamentos.

Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL)

Este demonstrativo tem como função apresentar as alterações no patrimônio líquido, ou seja, o quanto aumentou ou diminuiu a "riqueza" da organização durante o período.

A DMPL já possui integrada a Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPA), uma demonstração mais simplificada apenas para as alterações que levaram ao lucro da organização.

Você pode saber mais sobre a Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido.

Demonstração do Valor Adicionado (DVA)

A Demonstração do Valor Adicionado tem como objetivo evidenciar a criação de riqueza durante o período, e a forma que ela foi distribuída.

O que a DVA faz é detalhar de que forma essa riqueza foi distribuída entre funcionários, fornecedores, agentes financiadores, acionistas e governo, ou seja, entre todos os setores que participaram, diretamente ou indiretamente, da sua geração.

Outras demonstrações que as empresas apresentam

Ao elaborarem e divulgarem suas demonstrações, as empresas de capital aberto também devem incluir outros itens em anexo que possibilitam complementar a informação contábil e financeira.

As Notas Explicativas são obrigatórias por lei, aparecendo após as demonstrações como um complemento de todas as informações. O objetivo está em apresentar com mais detalhes os critérios de avaliação e valores que aparecem implícitos nas demonstrações.

Existem ainda os Relatórios Administrativos e os Pareceres de auditores independentes e do conselho fiscal, documentos que aumentam a credibilidade das demonstrações financeiras para a apreciação do público em geral.

O Balanço Social é um documento não obrigatório, que demonstram em detalhes indicadores de responsabilidade social que a empresa gere, como pelo meio ambiente e com os funcionários.

Fonte: Dicionário Financeiro